Comunicados de Imprensa

A Igreja Terá em Breve 150 Templos em Funcionamento

Desde a dedicação do Templo de Kirtland em 1836, os Santos dos Últimos Dias têm-se unido num grito comemorativo de "Hosana!" quando um novo templo se torna uma casa dedicada ao Senhor.

A 20 de março, dias antes do 180º aniversário da dedicação do primeiro templo desde a restauração do evangelho, os membros da Igreja voltarão a reunir-se para celebrar uma nova casa dedicada ao Senhor – o Templo de Provo City Center – que passará a ser o 150º templo da Igreja em funcionamento. 

"Somos um povo de construção de templos," afirmou o Elder Kent F. Richards, o Diretor Executivo do Departamento de Templos da Igreja, à Church News, poucos dias antes do início das “portas abertas” do Templo de Provo City Center. "A edificação de templos foi sempre uma grande prioridade para a Igreja”. "

Apelidando o trabalho do templo como "a grande obra dos últimos dias", o Élder Richards falou da necessidade de existirem templos ao redor do mundo para que os membros da Igreja possam responder ao chamado sagrado de ir ao templo por si mesmos e por seus familiares que não receberam as bênçãos do templo durante suas vidas.

Ao longo da história, o Senhor ordenou ao Seu povo que construísse templos. Nos edifícios sagrados as pessoas fazem convênios e tomam parte em ordenanças (cerimónias) de salvação para a eternidade. Por causa da necessidade dessas ordenanças, o Senhor providenciou e providenciará templos ao redor do globo.

Uma casa dedicada ao Senhor

Nos  primeiros 150 anos da Igreja, 21 templos pontilhavam o globo. Começando com o Templo de Kirtland (que já não é propriedade da Igreja e não está incluído na contagem de 150), a construção de templos tem sido um foco importante dos membros da Igreja onde quer que vivam.

Depois de construir, dedicar e, em seguida, deixar para trás os templos em Kirtland, Ohio, e Nauvoo, Illinois, o primeiro templo a ser dedicado foi o Templo de St. George Utah, em 1877. Sete anos depois, o Templo de Logan Utah foi concluído, quatro anos após o Templo de Manti Utah ter sido concluído. Depois de 40 anos em construção, o Templo de Salt Lake City foi finalmente concluído e dedicado em 1893.

Com o crescente número de membros da Igreja fora de Utah, a construção de templos começou a expandir-se. Mais de 25 anos após a conclusão do Templo de Salt Lake, o Templo de Laie Havaí foi dedicado em 1919 (o Hawaii não era então um estado dos EUA). O  Templo de Cardston Alberta tornou-se o primeiro templo internacional da Igreja, em 1923. Anos mais tarde, outros templos foram adicionados à lista – incluindo o primeiro templo na Europa, o Templo de Berna, na Suíça, em 1955.

Embora os templos tenham sido sempre uma parte do evangelho - tanto antigamente bem como após a organização oficial da Igreja em 1830 -  tem sido nas últimas duas décadas que mais templos ficaram disponíveis numa igreja sempre em crescimento e cada vez mais internacional.

Em 1998, o Presidente Gordon B. Hinckley anunciou durante a Conferência Geral a meta de ter 100 templos em operação em todo o mundo até o final desse século. Em 1 de outubro de 2000, o Presidente Hinckley dedicou o templo de Boston Massachusetts – fazendo que este se tornasse o centésimo templo da Igreja em funcionamento.

"A Primeira Presidência não tem um objetivo número específico desde aquela época ... mas, obviamente, tem um grande desejo de continuar a estender a oportunidade aos membros ao redor do mundo para que possam ir ao templo", afirmou o Élder Richards. "O Presidente Monson tem esse tipo de meta de obter uma percentagem cada vez maior de membros acesso dentro de um raio de 200 milhas (320 quilómetros). Estamos agora a 85% desse objetivo. É uma conquista maravilhosa, mas ainda não a atingimos"

Sacrifício traz bênçãos

Embora grande parte da Igreja esteja agora a menos de 320 kms de distância dum templo, há ainda alguns membros da Igreja que vivem em áreas que fazem um grande sacrifício para viajar e ir ao templo. "Vamos continuar a trabalhar com a Primeira Presidência e olhar para as oportunidades certas para que a inspiração possa vir ...  e possamos anunciar novos templos no futuro", disse o Élder Richards.

Quer seja construindo fisicamente um templo ou através de longas e muitas vezes dispendiosas e extenuantes viagens, ao longo dos anos os santos dos últimos dias fizeram grandes sacrifícios para frequentar o templo. O sacrifício é um elemento importante na adoração no templo. Muitas vezes é o sacrifício, seja ele o arrependimento, a viagem, o pagamento do dízimo, ou a disponibilização do tempo que traz aos que frequentam o templo uma experiência ainda maior na casa do Senhor.

"O sacrifício é um sinal da nossa aliança", disse o Élder Richards. "Creio que é uma prova para o Senhor dos nossos verdadeiros desejos de coração, de permitimos que a nossa fé tenha expressão e de sabermos que o Senhor nos pode abençoar vir a abençoar ainda mais."

Uma casa de instrução

Também é importante compreender que cada templo tem um propósito e significado importante e que foi criado para ser uma casa de instrução onde os membros devem voltar muitas vezes, disse o Élder Richards.

"Não se trata apenas de vir uma vez", disse ele. "É para ajudar a cumprir este propósito grandioso e global da grande obra dos últimos dias, de modo a que todos sintamos a responsabilidade de obter a nossa própria salvação, da nossa família e dos familiares que já partiram."

Reconhecendo que a paisagem atraente e o projeto dum templo são geralmente aspetos empolgantes para as comunidades locais ao redor do mundo, é importante que os membros da Igreja se lembrem do objetivo principal deste belos edifícios.

"Os templos são construídos para abençoar indivíduos e famílias", disse o Élder Richards. "Uma coisa é construí-los numa comunidade ou país, ou para um grande número de pessoas. ... Mas em última análise, as bênçãos virão para os indivíduos e as famílias que tirarem partido de entrarem no templo e aprenderem e a sentirem o propósito do templo em suas próprias vidas. "

Após a dedicação do Templo de Provo City Center a 20 de março, a Igreja terá 150 templos em funcionamento, 5 templos em fase de renovação, 12 templos em construção - neste número está incluído o templo de Lisboa - e 11 outros templos anunciados.

Para aceder ao mapa-mundo com os templos da Igreja, clique na galeria abaixo.

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.