Informações sobre o País

Sérvia

Mischa Markow foi o primeiro missionário SUD a ensinar na Sérvia. Chegou a Belgrado em Maio de 1899. A oposição ao trabalho que realizava aumentou, voltando-se contra ele, fazendo com que fosse banido do país, voltando para a Hungria em Junho de 1899, sem ter conseguido qualquer baptismo.

O Presidente da Missão Checoslovaca, Arthur Gaeth, visita Belgrado em Agosto de 1934, com mais dois membros da Igreja, a irmã Evize Vujic e o irmão Mateja Spacek. Gaeth dirige uma reunião de adoração com a presença destes irmãos e de mais quatro amigos. Nenhum outro esforço missionário foi empreendido na Jugoslávia até ao início dos anos 70.

Em Outubro de 1974, o representante da Primeira Presidência (o órgão de governo mais elevado da Igreja), David M. Kennedy visita Belgrado para obter o reconhecimento legal da Igreja. Pouco tempo depois, missionários que serviam na Áustria começam um programa de ensino aos imigrantes jugoslavos com a esperança de que dessa forma se pudesse eventualmente iniciar a obra missionária na Jugoslávia.

Antecipando o estabelecimento de uma missão no país, a Igreja chama Gustav Salik como Presidente de missão e coloca-o na Áustria em 1975, junto da fronteira com a Jugoslávia. Salik tenta durante um ano obter a permissão para abrir a missão, mas não a consegue. Em 1977, os missionários entram no país como estudantes. Usam roupa informal e não podem fazer proselitismo. Apesar de terem servido na sua maioria na área que é a hoje a Croácia, também trabalharam em Belgrado.

O casal Lee e Marilyn Manwill chegam a Belgrado em Janeiro de 1983, o primeiro casal missionário a servir por tempo integral naquela cidade. Os primeiros baptismos acontecem em Maio desse ano. Em Novembro de 1983, um ramo (uma pequena congregação) é organizado.

Em Junho de 1991, a Eslovénia e a Croácia declaram a independência da Jugoslávia. A ameaça de guerra civil faz com a liderança da Igreja evacue todos os missionários da antiga Jugoslávia a 1 de Julho de 1991.

Quatro meses mais tarde, os missionários retornam a Belgrado. Dois meses mais tarde, a Igreja compra um edifício, culminado um esforço de mais de 5 anos. A 28 de Janeiro de 1992, o edifício é aprovado numa inspecção, um dos requisitos do país para que uma dada organização obtenha o estatuto legal, significando que na prática a Sérvia reconhece oficialmente a Igreja. É então permitido aos missionários obterem um visto de permanência para poderem trabalhar no país. Em Fevereiro desse ano, os missionários começam a trabalhar numa segunda cidade sérvia, Novi Sad.

 

 

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.