Comunicados de Imprensa

Pureza sexual - uma escolha que deve ser feita

Jovens de diversas confissões religiosas, incluindo membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, acreditam na abstinência de relações sexuais antes do casamento e na completa fidelidade durante o casamento. Num vídeo publicado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, um budista, um católico, um luterano, um muçulmano, um cristão e um mórmon, falam abertamente acerca das suas decisões pessoais.

Quando se lhes pergunta por que razão vivem estes princípios nas suas vidas, das respostas dadas emerge uma forte determinação e convicção pessoal. Porque escolheram estes jovens permanecer castos até ao casamento? Uma das jovens presentes no debate, Gladys responde mencionando a importância do carácter sagrado do poder da procriação, enquanto Conner alerta-nos acerca dos perigosos de se ser sexualmente promíscuo nos dias actuais. Uma vez feita esta escolha, como se mantêm fiéis a essa decisão, especialmente numa sociedade onde muita gente diz que não se consegue controlar? “Quando as pessoas dizem que os jovens adultos não conseguem controlar os seus impulsos sexuais, parece-me bastante ofensivo que me digam que não me consigo controlar, porque consigo, afirma Claire.” “Vivam em ambientes sadios, não se coloquem em lugares errados”, acrescenta Eric, ao mesmo tempo que a Gladys reafirma que “Deus sempre estará lá para ajudar.”

O que é bastante significativo é que para estes jovens as suas escolhas não os fizerem sentir reprimidos nem que estivessem a limitar as suas experiências de vida: “Sinto-me confortável; penso que assim tenho mais escolhas”, afirma Pratima.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias convida-o a ver este vídeo inspirador e a partilhá-lo com os seus amigos e familiares. Link para o vídeo (disponível apenas em Inglês): http://newsroom.lds.org/article/mormon-message-interfaith-young-adults-sexual-purity

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.