Notícia

Profeta Convida o Povo do Arizona a Tornar o Lar Num Santuário de Fé

Mais de 60.000 Santos dos Últimos Dias e convidados, presentes num estádio de futebol no Arizona, foram incentivados por um profeta, na noite de domingo, 10 de fevereiro, a praticar mais a fé no lar.

O Presidente Russell M. Nelson, d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ensinou os membros da Igreja a praticar mais a fé no lar, tornando as suas casas em centros de aprendizagem e espiritualidade. Reconhecendo que isto parece ser algo um pouco diferente para os demais, convidou-os a “orar diariamente com o intento” de saber como fazê-lo. Tamanha causa, disse o Presidente Nelson, “é a do Deus Todo-Poderoso”.

 

Acredita-se que a visita histórica do Presidente Nelson seja a maior reunião de Santos dos Últimos Dias no Arizona e entre as maiores multidões congregadas para ouvir um presidente da Igreja, nos seus 189 anos de história. Ele fez-se acompanhar no State Farm Stadium pela sua esposa, Wendy, e pelo Presidente Dallin H. Oaks (um dos seus conselheiros na Primeira Presidência) e respetiva esposa, Kristen.

Entre os convidados, no domingo, estavam mais de três dezenas de líderes locais religiosos, cívicos e governamentais. Antes do devocional, o Presidente Nelson reuniu-se pessoalmente com vários deles, inclusive com Doug Ducey, governador do Arizona; Thelda Williams, presidente da câmara de Phoenix; o Reverendo Thomas J. Olmsted, Bispo Católico Romano de Phoenix; Michael M. Crow, Presidente da Universidade Estatal do Arizona e Spencer Blake do canal televisivo da CBS 5, do Arizona.

O governador Ducey apelidou a reunião da noite de domingo “uma celebração, não apenas do pluralismo do nosso país, como também do lugar caloroso e acolhedor que o Arizona é para as pessoas de todas as origens e crenças”. Agradeceu ao Presidente Nelson e à comunidade de Santos dos Últimos Dias em geral por ajudarem na “resolução de problemas intratáveis que encontramos por todo o país”.

“Não foi nada como eu estava à espera. Foi muito melhor”, disse a Presidente da Câmara Thelda Williams acerca da reunião, antes do devocional com o Presidente Nelson. “Ele é um homem compassivo, erudito e aventureiro. Respeito muito as suas opiniões. Fiquei muito impressionada com a sua agenda para este ano — achava que a minha era má, [mas, não é] nada comparada à dele. E se compararmos idades [o presidente Nelson tem 94 anos], é notável.”

O Bispo Olmsted disse ter ficado satisfeito por ouvir ideias semelhantes às do catolicismo na descrição do Presidente Nelson da busca da verdade dos Santos dos Últimos Dias. “[Ele disse] não buscamos a verdade só através da fé revelada, mas também através da ciência”, disse o Bispo Olmsted. “E esta é uma das firmes convicções que nós, como católicos, temos em comum. João Paulo II disse que temos duas asas que nos fazem voar em busca da verdade — a fé e a razão. A ciência e a religião juntas. Quando estamos realmente em busca da verdade, procuramo-la de todas as formas possíveis. A verdade está sempre unida.”

O Presidente Crow expressou sentimentos semelhantes acerca da abordagem do Presidente Nelson relativamente à verdade e à vida. “Ele falou de forma tão positiva sobre o futuro e sobre o nosso rumo e a criatividade e a ligação entre a fé e a ciência, e sobre como temos de reunir todas estas ideias para que possamos criar um lugar melhor para todos nós.”

Um Resumo dos Outros Oradores do Domingo

Salientando as inúmeras mudanças que a Igreja tem feito no âmbito das suas políticas e procedimentos no último ano, o Presidente Oaks alertou os Santos dos Últimos Dias a lembrarem-se de que uma mudança de coração é o mais importante de tudo.

“A mudança é quase sempre algo entusiasmante”, disse o Presidente Oaks. “As mudanças que temos tido nas nossas reuniões e políticas da Igreja devem ajudar-nos, mas por si só, não levarão os nossos membros ao ponto onde o nosso Pai Celestial deseja que estejamos. As mudanças que marcam a diferença na nossa posição relativamente ao caminho do convénio não são as mudanças nas políticas ou práticas da Igreja, mas sim, as mudanças que fazemos em relação aos nossos próprios desejos e ações.”

Com o Dia dos Namorados ao virar da esquina, a irmã Nelson falou do facto desse dia poder ser tanto maravilhoso quanto terrível — maravilhoso para aqueles que têm alguém para amar e terrível para aqueles que padecem de solidão.

“O nosso Pai Celestial e Jesus Cristo desejam que sintamos o amor que têm por cada um de nós. E o Salvador diz-nos: “Se me amardes, guardareis os meus mandamentos”, disse a irmã Nelson. “Que maravilhoso presente do Dia dos Namorados podemos oferecer ao nosso Pai Celestial e ao nosso Salvador — ao humilharmo-nos e abrirmos o nosso coração para receber o Seu amor e guardarmos os mandamentos do Senhor cada vez com mais exatidão.”

A irmã Oaks contou sobre uma amiga e membro da Igreja em Chicago que, através do seu diagnóstico e tratamento contra o cancro, ensinou-lhe o verdadeiro significado de confiar em Jesus Cristo nos momentos difíceis.
“Quando nos conhecemos, eu não sabia nada da sua condição”, disse a irmã Oaks. “Senti apenas a grandeza da sua alma, o seu desejo de servir ao Senhor e a sua enorme gratidão a Ele, pelo dom da vida e pela sua família. Foi só mais tarde, quando ela me confidenciou os seus desafios e como o Senhor a tinha amparado, protegido e consolado, é que percebi que estava a vislumbrar o poder da Expiação em ação. Ela estava a contar com esse poder, a depender dele e isso sustinha-a. Nos nossos momentos de provação, à medida que nos voltamos para Cristo, Ele sustentar-nos-á.”

O Presidente Nelson escreveu um artigo de opinião para o Arizona Republic

Antes da sua visita, o Presidente Nelson escreveu um artigo a pedido do jornal Arizona Republic. A mensagem aos leitores reflete a sua visita, em janeiro, a Paradise, na Califórnia, onde ele e a esposa, Wendy, ministraram às vítimas do devastador incêndio. Os Nelson descobriram que as mesmas pessoas que eles tentavam consolar confortavam-nos pela perda da sua filha Wendy, vítima de cancro, que ocorrera a escassas 40 horas antes da sua visita. O elo de fé partilhado entre os Nelson e os Santos dos Últimos Dias na Califórnia — a fé de que Deus pode curar corações — levou o Presidente Nelson a regressar a casa “confortado pela certeza de que Deus cuida dos Seus filhos que sofrem”.

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.