Mormon Newsroom

Presidente Oaks discute doenças mentais, história da Igreja e questões LGBT

Presidente Oaks discute doenças mentais, história da Igreja e questões LGBT

Palestra dada aos jovens santos dos últimos dias em Santa Monica, Califórnia

Comunicados de Imprensa

Quanto sabem realmente os líderes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias sobre as vidas e as lutas da geração em ascensão - incluindo aqueles que estão a criar a próxima geração? O Presidente Dallin H. Oaks, da Primeira Presidência da Igreja, disse que os líderes permanecem tão atuais quanto possível em todas as questões de interesse para uma Igreja global diversificada de 16 milhões de pessoas.

Na sexta-feira, 24 de agosto de 2018, o Presidente Oaks conversou com centenas de jovens casais santos dos últimos dias numa capela em Santa Mônica, Califórnia, sobre como ajudar os filhos em várias áreas sensíveis, incluindo preocupações com saúde mental, história da Igreja e assuntos ligados ao movimento LGBT (sigla de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgéneros).

O Presidente Oaks observou que, além do desafio já formidável de criar os filhos numa era de sobrecarga de informação e indiferença ou hostilidade em relação à religião, os jovens pais enfrentam a complexidade da doença mental. Ele citou as estatísticas de 2014 que mostram que uma em cada cinco pessoas nos EUA, entre 18 e 25 anos, tinha uma doença mental. Ele também observou que entre 2008 e 2016, houve um aumento de 40% no número de estudantes universitários que estavam sendo diagnosticados ou tratados por causa de depressão e um aumento de 70% no diagnóstico ou tratamento de ansiedade.

             

“Verdadeiramente, estes são tempos diferentes para a vossa geração, e não é de surpreender que vocês, jovens casais, procurem os líderes da Igreja para ajudá-los a fazer o que vocês precisam fazer, e ensinar os seus filhos aquilo que precisam ensinar”, disse o Presidente Oaks.

Para aqueles que perguntam como resolver as preocupações que alguns têm com a história da Igreja, o Presidente Oaks disse que os muitos recursos históricos da Igreja podem ajudar quem busca respostas com sinceridade. Ele acrescentou que a solução definitiva para uma crise de fé é um foco maior na fé no Salvador do mundo. “A melhor resposta para qualquer pergunta que ameace a fé é trabalhar para aumentar a fé no Senhor Jesus Cristo”, disse ele. “A conversão ao Senhor precede a conversão à Igreja. E a conversão ao Senhor vem através da oração, estudo e serviço, promovida pela paciência amorosa por parte do cônjuge e outros familiares envolvidos”.

Para aqueles (1) sem saber como conciliar a posição da Igreja sobre questões LGBT com as leis locais e nacionais, ou (2) que perguntam como ajudar os seus amigos LGBT e suas famílias a encontrar uma maior felicidade e esperança na ausência de um casamento heterossexual, o Presidente Oaks encorajou uma perspetiva compassiva, fiel e eterna. Ele disse que em suas “persistentes ponderações e orações, nunca encontrei uma resposta melhor e mais curta para as inúmeras questões sobre este assunto do que um conhecimento completo e total fé no amor de nosso Pai Celestial, e no plano de salvação que Ele estabeleceu para a bênção de todos os Seus filhos. A verdade central desse plano é a Expiação de Seu Filho Unigênito, nosso Salvador, Jesus Cristo”.

                

Por fim, o Presidente Oaks disse que a principal prioridade da Igreja de Jesus Cristo são famílias fortes, porque os reinos mais elevados do céu caracterizarão a vida com “um Pai Celestial amoroso e com nossos progenitores e nossa posteridade”. Ele acrescentou: “Não podemos ter uma Igreja forte com líderes e membros que vêm maioritáriamente de famílias fracas. Por outro lado, se a maioria das famílias de uma ala ou estaca for forte, a ala ou estaca também será forte. O mesmo é verdadeiro para a Igreja”.

“A vida eterna”, disse o Presidente Oaks, “é o propósito e a principal preocupação da Igreja restaurada de Jesus Cristo”.
 

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.