Comunicados de Imprensa

O Presidente da Missão Portugal Lisboa, Morôni Torgan, despede-se do país, após três anos de serviço dedicado

No passado dia 24 de Junho de 2012, os membros e amigos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (conhecidos como "mórmons") das estacas (uma organização semelhante a uma diocese) de Lisboa, Santarém, Setúbal e Oeiras reuniram.se na capela de Oeiras para se despedirem do presidente Torgan e da sua esposa.

O tema escolhido para esta reunião de despedida foi “Como ser feliz hoje”, afinal um desafio a ser usado não só neste dia mas em todos. Vários oradores tomaram a palavra e inevitávelmente foram relatadas várias experiências que têm a ver com a conversão das pessoas ao evangelho restaurado de Jesus Cristo.

A esposa do presidente lembrou a escritura da Bíblia, que se encontra em Josué 24:2, 15 e que diz "Então, Josué disse a todo o povo [de Israel]: ( . . . ) Escolhei hoje a quem sirvais; ( . . . ) porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor". Afirmou que esta escritura tem estado presente na sua vida, desde a sua juventude. Salientou o tempo em que a sua família foi chamada como família recepcionista da sua unidade da igreja, no Brasil e como, com esta responsabilidade em Portugal, aprendeu a viver aquilo que o evangelho ensina.

Visivelmente emocionada, descreveu os três anos que esteve em Portugal como anos de fortalecimento da sua fé, testemunho e amor. Recordou a primeira coisa que fizeram quando chegaram ao nosso país. Ela e o seu marido ajoelharam-se e pediram ao Pai Celestial que os conduzisse com força e saúde e mostrasse o caminho a seguir. Que os ajudasse a cuidar de cada um dos 192 missionários a seu cargo. Agora que está prestes a partir sente-se agradecida por ter alcançado os desejos do seu coração.  Terminou a sua intervenção dizendo “Escolham servir ao Senhor, deixamo-vos o nosso amor e esperamos encontrarmo-nos na dedicação do templo de Lisboa”.

O presidente Torgan iniciou o seu discurso afirmando com humor que “dia de despedida é dia de chorar muito”. Com a sua forma tão clara, direta e característica de falar, expressou o seu amor por Portugal e pelo povo português e agradeceu igualmente a todos os que com ele trabalharam. O Presidente regozijou-se por não terem existido acidentes graves, nem problemas com os seus missionários, que qualificou de jovens que se dedicam de corpo e alma ao serviço do Senhor. Graças ao seu trabalho, Portugal é o farol da Europa tal como foi profetizado pelo Elder Tuttle há mais de 20 anos.

Em seguida falou sobre o tema deste serão “Como ter felicidade hoje”. Referiu em primeiro lugar que muitas vezes somos levados a pensar que a felicidade se encontra na busca das coisas materiais, pois pensamos ser valorizados através delas. Lembrou-nos que essas coisas não têm sentimentos, não expressam nem retribuem o nosso amor e gratidão. As coisas verdadeiramente valiosas na vida são justamente aquelas que o dinheiro não pode comprar (amor, gratidão, bondade, paz, amizade, o evangelho, a vida eterna).

O Presidente Torgan falou também do plano de Jesus que contava com o equilíbrio entre a justiça e a misericórdia. O plano em que nós aprendemos e desenvolvemos a nossa inteligência. Explicou como o "poder do sacrifício expiatório de Jesus passa a ter significado quando nos arrependemos. É esse o preço da nossa liberdade e felicidade". Descreveu o arrependimento como um bálsamo que existe para o nosso aperfeiçoamento. Assim, reiterou que só podemos ser felizes quando podemos escolher.

O Presidente Torgan e a esposa serão substituidos por Stephen L. Fluckiger e esposa, um novo casal de presidentes de missão, que servirá voluntáriamente durante três anos em Lisboa, coordenando e orientando o trabalho de proselitismo e divulgação do evangelho aos portugueses.

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.