Ensaio Fotográfico

O Mormonismo em Imagens: A Beleza e o Propósito dos Templos Mórmons

Ensaio fotográfico sobre os templos e o papel que estes desempenham na vida dos membros da Igreja

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias fez o anúncio da cerimónia das portas abertas do templo de Lisboa, em Portugal. Atualmente a Igreja tem templos espalhados pelo mundo. Na reportagem fotográfica "O Mormonismo em Imagens", apresentamos fotos de templos Mórmons e abordamos o papel que estes desempenham na vida dos membros da Igreja. 

Para além das habituais reuniões de adoração dominicais  nas suas mais de 18.000 capelas, os Mórmons também seguem as práticas bíblicas de adoração nos templos. A Igreja tem 148 templos espalhados pelo mundo (em funcionamento)

Para os Mórmons, os templos são os locais mais sagrados do mundo, onde o Céu e a Terra se unem. 

Nos templos Mórmons, os Santos dos Últimos Dias aprendem acerca de Jesus Cristo, do propósito da vida e da importância do casamento e da família.

Os templos, tal como o Templo de Salomão mencionado na Bíblia , têm sido uma parte fundamental da adoração religiosa desde os tempos do Velho Testamento. 

O templo Mórmon é um lugar onde os relacionamentos humanos mais preciosos são selados para a eternidade.  Os casais Mórmons são unidos em casamento numa cerimónia do templo designada de selamento. Os membros da Igreja acreditam que este elo une para sempre o casal e todos os filhos que tiverem juntos. 

Para os Santos dos Últimos Dias, a família é a unidade mais importante na Terra e na vida após a morte.

Num discurso de uma recente conferência geral a irmã Carole M. Stephens da Presidência Geral da Sociedade de Socorro afirmou que a força espiritual que os membros recebem por meio da adoração nos templos amplia a sua "fé e determinação para enfrentar os desafios" da vida.

Nos templos, os Mórmons realizam cerimónias especiais em benefício dos que já morreram, práticas essas já seguidas na época do Novo Testamento (ver I Coríntios 15:29). Estas cerimónias permitem aos Santos dos Últimos Dias unir para a eternidade os membros da família tanto no Céu como na Terra.

A arquitetura dos templos Mórmons é bela e estes encontram-se, frequentemente, em locais privilegiados. Dado que os membros vêem o templo como a Casa de Deus, a Igreja solicita aos arquitetos e construtores dos templos, e dos seus jardins, que os mesmos reflitam essa crença.

Uma vez terminada a construção de um templo, a Igreja realiza uma sessão de portas abertas onde convida pessoas de todas as denominações religiosas a visitarem o edifício sagrado.

Durante a sessão de portas abertas, todos são convidados a visitar as salas do templo,  orientados por um guia que vai explicando o que acontece nos templos e que responde às perguntas dos visitantes.

As próximas sessões de portas abertas serão realizados no México (templo Tijuana), Canadá (rededicaçào do templo de Montreal, Québec) e em Provo, Utah (Estados Unidos da América). As populações locais aproveitam para conhecer o templo por dentro, antes que se realize a dedicação e o templo passe a ser acedido apenas por membros da Igreja.

Os Mórmons acreditam que grande paz advém da obra sagrada que realizam no interior do templo e que todos podem sentir uma fração dessa mesma paz nas imediações dos templos.  O apóstolo Mórmon Quentin L. Cook ensinou que os templos são uma "fonte de paz e um refúgio do mundo" para todos, inclusive para aqueles que "visitam os jardins dos templos ou participam das sessões de portas abertas dos templos."

Na maioria dos templos existe uma estátua dourada de um homem com vestes flutuantes, com uma longa trompete nos lábios.  A estátua representa o anjo Moróni, um antigo profeta e um personagem fulcral do Livro de Mórmon. A estátua simboliza a pregação do evangelho de Jesus Cristo pelo mundo.

 

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.