Comunicados de Imprensa

Membros da Igreja são Incentivados a Ajudar os Refugiados

Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias estão a ser incentivados a prestar auxílio aos refugiados em todas as partes do mundo. A Primeira Presidência, o orgão de governo mais elevado da Igreja, enviou uma carta a 27 de outubro de 2015, aos líderes da Igreja, assinada pelo Presidente Thomas S. Monson e pelos seus conselheiros, o Presidente Henry B. Eyring e o Presidente Dieter F. Uchtdorf.

Esta carta está agendada para ser lida durante as reuniões sacramentais em todas as partes do globo, reuniões essas que representam os serviços de adoração dominicais locais da Igreja.
    
“É com grande preocupação e compaixão que observamos a situação dos milhões de pessoas, ao redor do mundo que fugiram das suas casas para escapar ao conflito civil e a outras dificuldades s,” relata a carta.

A carta explica que a Igreja está a ajudar os migrantes e refugiados em vários países “graças à generosa ajuda dos seus membros.”

Os Mórmons têm vindo a prestar assistência aos refugiados no Médio Oriente há mais de uma década, oferecendo centenas de milhares de cobertores, roupas, suprimentos de emergência médica, alimentos e outros recursos aos refugiados na Jordânia, Líbano, Turquia e Síria.

Em resposta à recente crise na Europa, a Igreja assumiu um compromisso adicional em setembro de doar 5 milhões de dólares (4,6 milhões de euros) para ajudar as famílias deslocadas.

A carta continua: “Os membros podem contribuir para o Fundo Humanitário da Igreja, usando o talão de doações do Dízimo e Outras Ofertas. Nós também convidamos as unidades, famílias e indivíduos da Igreja a participar de projetos de auxílio locais, sempre que possível.”

“Que o Senhor os abençoe à medida que prestarem serviço cristão àqueles em necessidade”, conclui a carta.

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.