Fundo Perpétuo de Educação aposta na formação técnico-profissional

Fundo Perpétuo de Educação aposta na formação técnico-profissional

O objetivo é ajudar um maior número de membros da Igreja, e minimizar o custo e o tempo necessários até a obtenção de um emprego.

Comunicados de Imprensa

Desde o dia 1 de março de 2018 que o programa de empréstimos do Fundo Perpétuo de Educação está disponível apenas para cursos técnicos ou profissionais com duração não superior a dois anos. Anteriormente os empréstimos serviam também para financiar cursos superiores universitários e cursos de longa duração.

O objetivo da mudança é ajudar um maior número de membros da Igreja, e minimizar o custo e o tempo necessários para os membros conseguirem um emprego rentável e tornarem-se autossuficientes mais rapidamente. Os atuais participantes do Fundo matriculados em cursos com duração maior do que dois anos poderão continuar a obter os empréstimos do FPE para terminar os estudos, conforme planejado. Os empréstimos são usados para pagar o custo dos cursos e outras despesas como materiais didáticos, livros, certificados e exames.

O Fundo Perpétuo de Educação é um programa de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que que visa ajudar os membros da Igreja a terem acesso a oportunidades educacionais e a tornarem-se autossuficientes, permitindo que concluam o seu plano de qualificação profissional que os conduza à obtenção de melhores emprego. O programa é financiado por contribuições dos membros da Igreja e outros que apoiam este objetivo. É um recurso rotativo em que o dinheiro é emprestado a uma pessoa a fim de pagar sua instrução ou formação. 

Desde seu lançamento em 2001, mais de 90.000 membros em todo o mundo beneficiaram do Fundo Perpétuo de Educação (FPE). 

O Fundo Perpétuo de Educação (FPE) foi estabelecido em 2001, durante a conferência geral da Igreja, quando Gordon B. Hinckley, então Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, anunciou uma “iniciativa arrojada” para ajudar os jovens de áreas em desenvolvimento a “saírem da pobreza” em que eles e as gerações que os precederam viviam”. Ele falava de ex-missionários e outros rapazes e moças ambiciosos que possuem grande capacidade, mas oportunidades escassas:

“Acredito que o Senhor não quer ver Seu povo condenado a viver na pobreza. Creio que Ele deseja que o fiel desfrute as boas coisas da Terra.” O Presidente Hinckley propôs uma solução para a pobreza generalizada: “Em um esforço para corrigir essa [falta de oportunidade], propomos um plano; (…) que acreditamos ser inspirado pelo Senhor. (…) Iremos chamá-lo de Fundo Perpétuo de Educação”. Mais adiante ele declarou: “O estudo é a chave da oportunidade”.(1)

O programa está disponível para todos os membros da Igreja em Portugal. Atualmente cerca de 50 membros são participantes do Fundo Perpétuo de Educação.

Mais informações: PEFeurope@ldschurch.org 

________________________________________________________

(1)    “Fundo Perpétuo para Educação”, A Liahona, julho de 2001, p. 60.


 

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.