Notícia

Coro e Orquestra do Tabernáculo Mórmon trazem "O Messias" de Handel ao mundo

Durante a transmissão, as congregações da Igreja por todo o mundo realizaram eventos "O Messias" com a oportunidade de cantarem juntamente com o coro.

"O Messias", de George Frideric Handel, foi saudado como um oratório sagrado durante séculos. A interpretação executada no Tabernáculo de Salt Lake pelo Coro e Orquestra do Tabernáculo Mórmon em 22 de março confirmou esse sentimento. Conduzido por Mack Wilberg, o coro e a orquestra continuam a tradição de celebrar a vida e o ministério do Salvador por meio dessa obra amada.

Cantores de ópera de renome mundial, a soprano Amanda Woodbury, a mezzo-soprano Tamara Mumford, tenor Tyler Nelson e baixo-barritono Tyler Simpson foram os protagonistas do programa, juntamente com os organistas Richard Elliott, Clay Christiansen e Andrew Unsworth.

As letras de "O Messias" são tiradas diretamente das escrituras e centradas no nascimento, vida, morte e ressurreição do Senhor Jesus Cristo. É quase impossível acreditar que tal tema possa provocar fúria e críticas. Mas quando "O Messias" foi apresentado pela primeira vez, críticos e clérigos consideraram blasfemo que tal assunto sagrado fosse apresentado num formato tão teatral como um oratório - semelhante a uma ópera sem encenações e guarda-roupa. As interpretações originais conheceram um sucesso medíocre, apesar da popularidade de Handel.

Mas, de acordo com as notas do programa do Dr. Luke Howard, "foi um concerto de angariação de fundos numa capela ainda inacabada do Foundling Hospital de Londres ... que ajudou a reverter a fama de 'O Messias'". O sucesso foi sem precedentes e mais apresentações foram logo programadas.

"As apresentações da Páscoa de 'O Messias' continuaram a cada ano no Foundling Hospital, e Handel conduzia ou participava de todas elas até sua morte em 1759." Howard escreveu que, embora Handel tivesse originalmente escrito "O Messias" como forma de alcançar a sua subsistência, descobriu que alcançou o seu maior sucesso "quando empregado para o benefício daqueles com necessidades maiores do que as suas próprias".

Até hoje, a popularidade de "O Messias" permanece. Os seus coros aparecem no repertório do Coro do Tabernáculo Mórmon desde o século dezanove, escreveu Howard. "E o coro tem frequentemente liderado o caminho para tornar a música célebre de Handel acessível a um público mais amplo. A sua primeira gravação em 1910 incluiu o coro "Aleluia" no que é quase certamente o primeiro registro de um trecho de "O Messias" feito fora da Inglaterra e gravado por um coro grande e estabelecido."

O coro “Aleluia” apareceu em mais de uma dúzia dos álbuns do Coro do Tabernáculo Mórmon ao longo dos anos.

E desde então o coro continua trazendo "O Messias" para as grandes audiências. O oratório foi transmitido ao vivo no Joseph Smith Memorial Building e no auditório do Centro de Conferências da Praça do Templo na noite de quinta-feira e na sexta-feira, 23 de março. A transmissão ao vivo foi efetuada pelo site motab.org/messiah, e está disponível online até 9 de abril. Durante a transmissão, as congregações da Igreja por todo o mundo realizaram eventos "O Messias" com a oportunidade de cantarem juntamente com o coro. Fotos destes eventos foram compartilhadas nos canais sociais com a hashtag #MessiahLive.

Para mais informações sobre como rever a apresentação de “O Messias” de Handel pelo Coro do Tabernáculo Mórmon e Orquestra da Praça do Templo, visite o site motab.org/messiah

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.