Cidade Polaca de Gdańsk Recebe a Sua Primeira Visita Apostólica

A viagem de 11 dias do Elder Uchtdorf também incluiu paragens em Londres, Frankfurt, Moscovo e Kaliningrado.

Notícia

Sempre que algum apóstolo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias vai a algum lugar, ele procura ministrar da maneira que Jesus Cristo ministrou — “um a um”. Numa fé de 16 milhões de membros e com apenas 15 apóstolos, este é um verdadeiro desafio.

Tal como os seus homólogos na antiguidade foram enviados para “ensinar todas as nações” (Mateus 28:19, NVI), os apóstolos da Igreja de Jesus Cristo viajam pelo mundo para fortalecer e incentivar os membros da Igreja, para organizar novas congregações e para dirigir os negócios da Igreja. 

 

O Elder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, teve a oportunidade única de se envolver nesse ministério durante 11 dias no mês de setembro, quando visitou congregações na Polónia, Rússia, Alemanha e Reino Unido. 

“Quando partilhamos a mensagem … não importa se é para muitos ou para poucos, porque nos concentramos no indivíduo”, disse o Elder Uchtdorf. “Eu gosto da maravilhosa tradução em russo, onde a palavra ministrar é traduzida para ‘servir com cuidado’. Espero que em polonês seja o mesmo”, acrescentou.

Apenas cinquenta Santos dos Últimos Dias vivem na cidade portuária polonesa de Gdansk (antiga Danzig, Alemanha). A Igreja está presente desde 1900. Mas, foi só a 17 de setembro de 2018 que um membro do Quórum dos Doze Apóstolos visitou a cidade da costa Báltica com mais de 450.000 habitantes. 

“É a primeira vez, depois da Segunda Guerra Mundial que um apóstolo do Senhor regressa a esta região. Esta é uma região que me diz muito. Nasci nesta zona. Já fui duas vezes refugiado”, lembrou o Elder Uchtdorf.

Zola Radel é um membro da Igreja que mora em Gdansk e assistiu ao devocional do Elder Uchtdorf. “Fiquei emocionado e feliz por o Senhor … ter enviado um dos Seus apóstolos para trazer uma mensagem tão importante, e emocionado por poder partilhar este momento com a minha família e com as pessoas mais chegadas, e por poder ver um apóstolo vivo.”

Embora os missionários tenham começado a pregar em Danzig no ano de 1900 e, a congregação da cidade tivesse tido cerca de 200 membros por volta de 1930, a Segunda Guerra Mundial teve efeitos devastadores sobre a Igreja local. O fogo de artilharia e os bombardeios destruíram muitas casas dos membros, e alguns Santos dos Últimos Dias morreram à fome. Acredita-se que em 1946, todos os membros do Ramo Danzig tenham evacuado a cidade e o ramo foi fechado.

O Ramo de Gdansk Polónia, como é conhecido atualmente, foi criado no ano 2000.
Oblast de Kalininegrado, um enclave russo de 941.000 pessoas localizado entre a Polónia e a Lituânia, abriga cerca de 200 Santos dos Últimos Dias. O Elder Uchtdorf conheceu os membros no dia 16 de setembro.

“Os membros são fantásticos”, disse o Elder Uchtdorf. “Estou profundamente impressionado com o seu espírito, a sua bondade e o seu amor pelo Senhor e pelo povo. Há uma grande esperança aqui.

“Estou muito feliz por ter decidido vir aqui“, disse Natalia Chernova, que cancelou os seus planos de viagem depois de saber que o Elder Uchtdorf visitaria a sua congregação. Ela descreveu que a capela estava cheia de um “espírito brilhante e leve” durante o devocional. “O qual tocou o coração de todos os que participaram da reunião”, acrescentou.

Os missionários da Igreja pregaram pela primeira vez em Kalininegrado (então conhecido como Königsberg, Alemanha) em 1899. A cidade tinha 465 membros da Igreja em 1939. No entanto, tal como a Igreja em Danzig, a Igreja em Königsberg também sofreu um impacto significativo durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1944, o Partido Nacional Socialista confiscou as salas de reunião da congregação. Em 1946, dos seis ramos do Distrito de Königsberg, cinco viram todos os seus membros deixar a região — exceto os que eram obrigados a permanecer e a defender a cidade. Os historiadores contabilizaram que, pelo menos, 57 membros do Distrito de Königsberg não sobreviveram à Segunda Guerra Mundial.

O Ramo de Kalininegrado na Rússia foi criado em 1995.

O Elder Uchtdorf reconheceu, perante a congregação, o sofrimento que as pessoas da região tiveram de enfrentar “durante esta terrível guerra iniciada pela Alemanha [Nazi]”. Ele prosseguiu a dizer que desde aquela época, tem sido emocionante testemunhar “o maravilhoso desenvolvimento da Igreja… como um apóstolo do Senhor, e especialmente como um alemão, e verificar como o evangelho de Jesus Cristo une as pessoas [e] traz paz a todas as nações [que] abraçam o evangelho”.

O Elder Uchtdorf fez paragens em Londres (lar de 8.184 membros), Frankfurt (4.244 membros) e Moscovo (3.554 membros) entre os dias 7 e 14 de setembro.

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.