Informações sobre o País

Bélgica

Um converso na Turquia, Mischa Markow, é provavelmente o primeiro membro da Igreja a chegar à Bélgica, em 1888. Ensina uma família de nome Esselman e baptiza a mãe e o filho. Os outros quatro membros da família viriam a ser baptizados mais tarde. Missionários vindos da Suíça e Alemanha são enviados para a Bélgica. Em dois meses, havima baptizado 80 pessoas, organizando congregações em Liège, Bruxelas e Antuérpia. Em 1896, uma multidão de 500 pessoas em fúria ameaça matar um dos missionários, o Elder John Ripplinger, em Liège. A casa dele foi invadida, mas a multidão foi dispersada a tempo pela polícia. O Elder Ripplinger manteve-se na cidade e acaba por baptizar mais 10 pessoas.

Nos primeiros anos, a Igreja teve as reuniões em salas alugadas. As primeiras capelas a serem construídas de raiz para os membros de língua francesa, são-no nas cidades de Liège, Seraing e Herstal. Foram todas completadas na década de 1930. A capela de Herstal é dedicada em 1937 por Heber J. Grant, Presidente da Igreja. A visita seguinte de um Presidente da Igreja acontece em Junho de 1996, quando o então Presidente Gordon B. Hinckley se dirigiu aos membros e aos missionários.

Durante a ocupação pela Alemanha durante a 2ª Guerra Mundial, os membros nos seis ramos (pequenas congregações) mantiveram-se activos. O trabalho progrediu lentamente após a Guerra.

Actualmente o total de membros da Igreja é de cerca de seis mil pessoas, muitas delas da segunda, terceira e quarta geração de membros da Igreja. Os membros na Bélgica estão organizados em 28 congregações que se reúnem em 25 capelas. Estes locais servem para as actividades da Igreja de todo o tipo. Para além das reuniões sacramentais, classes de primária para as crianças, reuniões para rapazes e moças, também existem actividades desportivas, tais como ténis de mesa, basquetebol e voleibol. Também se realizam nas capelas eventos culturais, como bailes e apresentação de teatro e musicais.

São ensinados ideais elevados, com uma enfâse forte na vida familiar, abstinência de álcool e tabaco e um compromisso com altos padrões morais que caracterizam as crenças dos Santos dos Últimos Dias. Os que se convertem ao evangelho vêm de faixas etárias e de grupos socioeconómicos muito diversos.

Esforços humanitários totalizando milhões de euros foram doados em todo o mundo. O auxílio é prestado independentemente da raça, nacionalidade ou religião. Alimentos, roupas, suprimentos médicos e ajuda económica continuam a aliviar o sofrimento dos que nada têm. As nações europeias e, mais recentemente, os países do Leste da Europa, têm recebido um apoio especial.

Em Junho de 1998 o renomado Coro do Tabernáculo Mórmon actuou em Bruxelas, num espectáculo que foi gravado pela Rádio e Televisão da Bélgica, para ser retransmitido.

Contacto para Jornalistas:

Serge Vandendriessche
Telefone: 0496/580431

 

 

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.