Tópico

Atração por Pessoas do Mesmo Sexo

A atração por pessoas do mesmo sexo refere-se à atração emocional, física ou sexual por uma pessoa do mesmo sexo. A forma como a atração por pessoas do mesmo sexo é sentida não é igual para todas as pessoas. Alguns são atraídos exclusivamente por pessoas do mesmo sexo, enquanto outros podem se sentir atraídos por pessoas de ambos os sexos.

A Igreja faz distinção entre a atração homossexual e o comportamento homossexual. As pessoas que se sentem atraídas por pessoas do mesmo sexo ou que se identificam como sendo gays, lésbicas ou bissexuais podem fazer e manter convénios com Deus e participar plenamente e dignamente na Igreja. Identificar-se como gay, lésbica ou bissexual ou sentir atração por pessoas do mesmo sexo não é um pecado e não impede ninguém de participar da Igreja, exercer chamados ou frequentar o templo.

A pureza sexual é uma parte essencial do plano de Deus para a nossa felicidade. As relações sexuais são reservadas para um homem e uma mulher que sejam casados e que prometam ser totalmente leais um com o outro. As relações sexuais entre um homem e uma mulher que não sejam casados, ou entre pessoas do mesmo sexo, são pecaminosas e violam uma das leis mais importantes do nosso Pai Celestial e interferem no nosso progresso eterno. As pessoas de qualquer tipo de orientação sexual que violam a lei da castidade podem reconciliar-se com Deus através do arrependimento. Como seguidores de Cristo, resistimos ao comportamento imoral e esforçamo-nos por ser como Ele.

Buscamos a orientação do Espírito Santo e a ajuda do Salvador, que sabe como nos socorrer quando somos tentados (ver 1 Coríntios 10:13; D&C 62:1). Se nos entregarmos às tentações sexuais e violarmos a lei da castidade, podemos arrepender-nos, ser perdoados e participar de comunhão plena na Igreja.

Podemos não saber exatamente porque é que algumas pessoas se sentem atraídas por outras do mesmo sexo, mas para alguns é uma realidade complexa e parte da experiência humana. O Salvador Jesus Cristo tem um perfeito entendimento de todos os desafios que enfrentamos aqui na terra, e podemos voltar-nos para Ele para obter consolo, alegria, esperança e orientação (ver Alma 7:11–12).

Não importa quais sejam os desafios que enfrentamos na vida, somos todos filhos de Deus e merecemos sentir a bondade e a compaixão uns dos outros (Romanos 8:16–17). Quando criamos um ambiente de apoio, desenvolvemos caridade e empatia uns pelos outros e beneficiamos mutuamente das nossas perspetivas e fé.

A Igreja fornece recursos em mormonandgay.lds.org para ajudar indivíduos e famílias a viver a plenitude do evangelho e a buscar o Espírito enquanto navegam por este aspeto da mortalidade.

Visite o site mormonandgay.lds.org para aprender mais sobre este assunto.

 

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.