Notícia

Aguarelas do Presidente Eyring em Exposição no Museu da Igreja

A exposição revela a sua profunda gratidão e amor pela família, amigos, lugares cheios de beleza e a importância das memórias.

No dia 9 de novembro, o Museu de História da Igreja inaugurou a exposição “Um Diário Visual: A Obra de Henry B. Eyring”. Esta exposição exibe mais de 100 obras – aguarelas e esboços anotados  criados pelo Apóstolo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Henry B. Eyring

 

Um exame atento das extensas aguarelas do Presidente Eyring e de décadas de esboços anotados revela a sua profunda gratidão e amor pela família, amigos, lugares cheios de beleza e a importância das memórias. O trabalho coletivo - tanto artístico quanto escrito - reflete também o seu compromisso de longa data de lembrar e registar a mão de Deus na sua vida.

“As aguarelas do Presidente Eyring são pessoais e capturam memórias específicas, sentimentos profundos, lugares familiares e entes queridos, tudo de uma forma que dilui o tempo. Ao contrário dos seus diários, os sentimentos encontrados nas aguarelas surgem inconscientemente, organicamente e estilisticamente, e são muitas vezes etéreos de um modo que espelham a nebulosidade e a intangibilidade da própria memória ”, disse a curadora de arte de aquisições globais Laura Allred Hurtado.

Os temas das pinturas incluídas na exposição são variados: costas rochosas, cidades da Nova Inglaterra, Cotswolds na Inglaterra, missionários no campo, um navio no mar e campos abertos com linhas de horizonte distantes, para citar apenas alguns. De certa forma, as obras de arte funcionam como instantâneos das suas memórias mais queridas e, como tal, há temas repetidos.

Esta exposição organiza as obras de arte em sete categorias principais: retratos, o Ocidente, paisagens emotivas, memória, religião, o oceano e viagens. Por trás de tantas pinturas do Presidente Eyring, também há lembranças de sua amada esposa, Kathleen.

Descrevendo a sua razão para pintar, o Presidente Eyring disse: “A minha motivação em todo o meu variado trabalho criativo parece ter sido um sentimento de amor. . . . Senti o amor de um Criador que espera que Seus filhos se tornem semelhantes a Ele - criar e construir. Além disso, sempre tive um sentimento de amor por minha família, amigos e outras pessoas que poderiam obter alguma satisfação e alegria por causa dos meus esforços. Assim, a minha esperança. . . é que aqueles que veem esta exposição possam sentir tanto o amor do Salvador quanto o meu próprio amor por eles ”.

Cheio de reminiscências, memórias, imagens e sentimentos, esta exposição, “Um Diário Visual: A Obra de Henry B. Eyring”, espera capturar e comunicar a profunda nostalgia do Presidente Eyring por sua família, seus amigos e os lugares importantes que envolvem suas memórias, e incentivar os espectadores a encontrar, comunicar, lembrar e compartilhar as suas próprias experiências mais poderosas de amor.

Esta exposição foi originalmente organizada pela Galeria Spori na Universidade Brigham Young - Idaho por Kyoung DaBell e decorreu entre setembro a outubro de 2017; foi curado por Laura Allred Hurtado para o Museu de História da Igreja. Um extenso folheto, incluindo um ensaio e uma entrevista com Henry B. Eyring, foi publicado para coincidir com a exposição.

Leia mais sobre a exposição aqui (em inglês)

Recursos Adicionais

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.