Notícia

A República do Chade Erradica o Tétano Materno e Neonatal

A LDS Charities e os seus parceiros trabalham para eliminar a doença a nível mundial.

A LDS Charities e outros parceiros estão a fazer progressos, num esforço global, para eliminar o tétano materno e neonatal (TMN), uma doença mortal que atinge mulheres em idade fértil e os seus filhos.

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou recentemente a erradicação do TMN no país Africano da República do Chade. A TMN pode ser prevenida por meio da vacinação e de boas práticas de higiene no parto.

A LDS Charities, o braço humanitário d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, apoia a Iniciativa Mundial de Eliminação do TMN desde 2014, um programa liderado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e pela OMS. A Kiwanis International (Organização sem fins lucrativos) também é um dos 358 parceiros internacionais.

“A LDS Charities tem sido uma parceira constante na luta pela eliminação da TMN desde 2014”, disse Leslie Goldman, vice-presidente da Global Cause Partnerships, UNICEF, EUA. “O primeiro presente da LDS Charities para este programa foi alocado ao Chade, ajudando a proteger milhões de mulheres e crianças desta doença, potencialmente, fatal”.

Leslie Goldman continuou: “A LDS Charities e A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias são uma parte importante na história de sucesso na eliminação da TMN no Chade, e esperamos continuar este trabalho de salvar vidas, com vista a garantir que é dada a hipótese de sobrevivência e prosperidade às mães e às crianças, de todas as partes do mundo”.

O financiamento da LDS Charities também tem sido usado para programas no Sudão e no Sudão do Sul.

“Aqueles que doam para o Fundo Humanitário da Igreja devem sentir-se parte deste projeto de salvar vidas”, disse Sharon Eubank, presidente da LDS Charities e primeira conselheira da presidência geral da Sociedade de Socorro da Igreja. “O tétano materno e neonatal é uma doença evitável por meio da vacinação e as mães, já imunizadas, transmitem esta proteção aos seus bebés durante os primeiros dois meses de vida, os quais, muitas vezes, nascem em condições não esterilizadas.”

Em março de 2019, 46 países erradicaram o TMN. Sucessos recentes da iniciativa mundial incluem a eliminação da TMN na Etiópia, no Haiti e nas Filipinas em 2017, no Quénia em 2018 e agora no Chade em 2019. Apenas 13 países continuam em risco.

O anúncio coincidiu com a Semana Mundial de Imunização, que é comemorada durante a última semana de abril.

Observação de Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.